Smart science to improve lives™
Personal Care
  • Entrar | Registro
Personal Care

Microbioma em Cosméticos

O avanço do microbioma em produtos cosméticos, ou seja, o uso de ingredientes prebióticos, probióticos e posbióticos para a pele e o couro cabeludo, continua crescendo no mercado de cuidados pessoais. 

Esses ingredientes auxiliam no equilíbrio do microbioma da pele, inibindo o crescimento de micro-organismos patógenos e estimulando o crescimento dos micro-organismos comensais e simbióticos, podendo melhorar o seu bem-estar. A proteção do microbioma e a manutenção de seu equilíbrio educa e estimula o sistema imunológico da pele, traz efeitos anti-inflamatórios, antioxidantes e outros benefícios para a saúde da pele. 

A Croda tem a visão de buscar e restaurar o equilíbrio da pessoa, seu organismo e o seu bem-estar através dessas relações de simbiose. Com foco em diferentes aspectos, temos ingredientes que podem auxiliar tanto a pele quanto o couro cabeludo. Por exemplo, para o controle da caspa no couro cabeludo, focamos no controle de microrganismos indesejáveis, além de promover a harmonia do microbioma benéfico, mantendo o couro cabeludo um ambiente saudável e protegendo essa relação de simbiose entre a pele e os micro-organismos. 

 
Imagem de um homem composto por vários microorganismos

O que é microbioma?

Quando falamos do organismo, de seres humanos, sempre pensamos que somos uma entidade única que tem apenas células. Porém o organismo humano na verdade é um habitat complexo, onde habitam vários outros microrganismos. Eles vivem em diferentes regiões do corpo: na superfície da pele, no intestino, nas mucosas, em outros órgãos. Eles vivem em simbiose conosco e ajudam nos processos metabólicos e nos processos imunológicos. O desequilíbrio pode acarretar alguns problemas de saúde ou alguns problemas de pele. Basicamente, microbioma se refere a esse ecossistema de microrganismos que vivem em simbiose com o ser humano.

Qual a diferença entre produtos probióticos, prebioticos e pósbioticos?  

Probióticos, prebióticos e pósbioticos ainda não possuem uma definição aceita globalmente no setor cosmético, logo essas definições vêm da indústria alimentícia. 
Probiótico é o uso de bactérias ou microrganismos normalmente vivos e que são benéficos à nossa saúde, promovendo o equilíbrio da flora de uma parte do corpo. Um exemplo são leites fermentados, que contém organismos vivos. 
O prebiótico, como o nome diz, é pré: antes do ser vivo. São elementos principalmente formados por açúcares, vitaminas, entre outros elementos que favorecem o crescimento e a viabilidade celular desses microrganismos simbióticos já presentes no organismo. 
O pósbiótico é o contrário do pré: depois da vida dos microrganismos. Os pósbióticos basicamente juntam todos os elementos que estes organismos geram através do seu metabolismo. Essas secreções são úteis para algumas aplicações, como a penicilina, por exemplo.

Como essas três linhas de produtos podem ser aplicadas de forma eficiente na indústria cosmética?

Enquanto na indústria alimentícia o tempo de vida de prateleira é mais curto, a questão da conservação na indústria de cuidados pessoais é um desafio, além de questões regulatórias diversas que existem a respeito.
Normalmente a definição que a indústria cosmética utiliza para probióticos não é de organismos vivos, mas sim da lise celular desses organismos em uma mistura como ingrediente. Existem produtos que são formados de leveduras, de algumas bactérias, de algumas fermentações e no final dessa fermentação os microorganismos são inativados e o material é utilizado como benefício para a pele ou para o couro cabeludo. Neste caso, o termo mais correto a ser usado seria pós-biotico ao invés de probiótico, já que não são os microorganismos vivos que são utilizados. 
No caso de prebióticos, há alguns ingredientes que podem promover o crescimento de alguns microrganismos mais saudáveis comparados com outros que são menos saudáveis. Por exemplo, o desequilíbrio com relação à caspa é causado por um fungo. Há ingredientes ativos no mercado que diminuem a ação negativa desse fungo para o couro cabeludo, enquanto favorecem o crescimento de outros microrganismos benéficos.
Os pósbióticos no mercado podem ter funções diversas porque eles são ricos em alguns elementos – principalmente oligossacarídeos – que podem ser utilizados para diversos fins, por exemplo até antirrugas.

Há outras maneiras de respeitar o equilíbrio do microbioma?

  • Limite o uso de conservantes;
  • Adote solventes e surfactantes suaves, não agressivos;
  • Alimente a pele com ingredientes prebióticos;
  • Proteja a pele com ingredientes adaptogênicos, de resistência ao estresse.
 

Ingredientes para Microbioma

Crodarom® Nordic Pine

Crodarom® Nordic Pine

O Pinheiro-da-escócia, uma árvore com a inspiração da tendência Hygge com propriedades antissépticas e revitalizadoras para purificar e reequilibrar.

Crodarom® Black Quinoa

Crodarom® Black Quinoa

A quinoa ancestral utilizada pelos Kallawayas para curar as pessoas, um superalimento revitalizante e hidratante para a pele e os cabelos.

Phytolea™ Cranberry EC

Phytolea™ Cranberry EC

Uma planta perene da turfa em regiões frias, o óleo de cranberry obtido das sementes é um ingrediente ideal para a proteção contra o frio e em casa.

Phytessence™ Blue Daisy

Phytessence™ Blue Daisy

O Phytessence Blue Daisy atende as necessidades das peles sensíveis ao auxiliar na redução do desconforto e da reatividade da pele.

Phytessence™ Purple Ginseng

Phytessence™ Purple Ginseng

O Phytessence Purple Ginseng regula o excesso de oleosidade e matifica a pele, diminuindo a formação de acne.

Localizador de produtos

Croda - O Microbioma da Pele

Mulher sorrindo com cabelo cacheado e pele brilhante
925,6 KB
Baixar

Crodarom - O Microbioma da Pele

Mulher demonstrando como equilibrar a pele com o microbioma
3,0 MB
Baixar

Sederma - O Microbioma da Pele

Imagem colorida do ecossistema da microbiota
3,2 MB
Baixar
Entre em contato para conversar com nossos especialistas em microbioma